terça-feira, 6 de agosto de 2013




É o meu corpo querendo o teu corpo num desejo louco de línguas e pernas, 
de passar de mãos, de calafrios.
É minha boca desejando o teu gosto e no caminho das tuas pernas te encontrar quente e sem juízo.
Num desejo ensandecido te quero, como gata no cio, bicho que se enrosca.
Menina
Mulher
Asas de demônio a voar em meu dorso
Veias salientes
Gozo permitido
Em meu peito, em meu ventre,
em minha pele alva.
E voaremos em gemidos
Loucos
Insanos
Um no outro
Quase desfalecidos

Lou Witt

5 comentários:

  1. Lindo, intenso como o ardente amor.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Lou! Belo poema. Profundo e dotado de muita sensualidade.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  3. Bem vinda em meu blog e em meu coração!!!!
    Tudo muito lindo e sensual por aqui...por isso estou te seguindo também!!!!

    ResponderExcluir

pétalas